RELATO DE QUEM JÁ ESTEVE LÁ

“amadurecimento profissional e emocional tremendos”

Caio Moretti de Figueiredo foi um dos alumni entrevistados pela jornalista Priscila Bellini, do blog Estudar Fora,  por ocasião do Seminário para Agentes de Intercâmbio realizado pela Education New Zealand (ENZ*), em São Paulo, nos dias 14 e 15 de março.

Caio em Hobbiton, local da filmagem da triologia O Hobbit.

Caio viveu na Nova Zelândia de julho de 2014 a julho de 2015. Procurava uma experiência diferente e inusitada;  pesquisou e acabou se interessando pela Nova Zelândia, dada sua cultura e modo de vida tão diversos.  Escolheu a Massey University, campus de Palmerston North e lá cursou 01 ano de sua graduação à época, Medicina Veterinária.

Segundo Caio, sua experiência na Nova Zelândia foi excepcional, um período de amadurecimento profissional e emocional tremendos. O programa de intercâmbio mudou profundamente suas perspectivas de vida e transformou sua maneira de encarar o ambiente e as pessoas à sua volta.

Segurança, informalidade, e qualidade do ensino foram outros aspectos importantes para o estudante.

Sua primeira impressão foi de que os seus colegas em Massey estavam melhor preparados do que os colegas no Brasil. A estrutura da Universidade, com seus laboratórios, deixou-o muito impressionado, bem como a disposição e flexibilidade de todos os professores em dar assistência aos alunos internacionais; Caio destacou, inclusive, a realização de inúmeros eventos de integração e compartilhamento de histórias e costumes nas áreas de convivência de intercambistas na Massey University; refeições e rodas de conversa quinzenais para melhor receber alunos do Exterior.

Na sua percepção, os neozelandeses possuem uma preocupação genuína com o meio ambiente. Palmerston North, a cidade onde morou e estudou, tem 100% de seu suprimento energético fornecido por usinas eólicas locais, e o abastecimento de água é feito pelo rio que cruza a cidade, onde os habitantes nadam, fazem festas e se entretêm durante o verão, sem riscos à saúde.

“Eles não te julgam pelo que você veste”. Esta foi uma das frases do intercambista que mais atraiu a curiosidade da platéia; segundo ele, não há aquela espécie de sentimento opressor, e tão frequente entre nós, que impõe ao jovem ou adulto vestir-se e apresentar-se de acordo com padrões visuais pré-estabelecidos. Preza-se o conforto acima de tudo, roupas funcionais e a aparência que convir a cada um.

Caio gostava de andar pelas ruas e praças de Palmerston North, onde fica o principal campus da Massey University, inclusive de madrugada, e sentia-se perfeitamente seguro em suas caminhadas.

A convivência com colegas do alojamento estudantil e com a população local também foram aspectos muito positivos para Caio. O estudante perdeu seu passe estudantil diversas vezes enquanto andava pela cidade, mas sempre reenviavam-no para a Massey University via correio. Quando o viam perdido, ofereciam ajuda, e até que se acostumasse com o sotaque local, tiveram muita paciência na dicção das palavras em inglês.

Daquilo que Caio vivenciou na Nova Zelândia, ele acha que talvez algumas coisas poderiam ser adotadas no Brasil. Dado um aspecto mais acadêmico, talvez a adoção de ambientes informatizados de interação e integração aluno-aluno e aluno-professor, principalmente no ensino de Medicina e Medicina Veterinária, com simulações e discussões de casos reais no ambiente de sala de aula. Voltando-se a um aspecto mais social, do cotidiano, um maior incentivo governamental na valorização da população indígena local, com possibilidade de ensino às crianças da língua nativa e grande disponibilidade de informações históricas, seja em museus de qualidade ou no próprio dia-a-dia das pessoas (os neozelandeses fazem isto com a cultura Maori)

Hoje o Caio tem 25 anos e cursa Administração de Empresas na USP, sua segunda graduação.

(*) A ENZ é órgão do governo da Nova Zelândia que que visa desenvolver a educação internacional promovendo as escolas, politécnicas e universidades daquele país no Exterior. Aqui, em território nacional, atua sob a coordnação de Ana Azevedo, Gerente de Desenvolvimento de Mercado da ENZ no Brasil.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *